Acusado de estupros, roubos e sequestros é condenado a 49 anos de prisão

O juiz da 2ª Vara Criminal da comarca de Eunápolis, Heitor Awi, condenou Silvano Conceição dos Santos a 49 anos de prisão pelos crimes de roubo, extorsão mediante sequestro e estupro, conforme sentença proferida na terça-feira (09). Os crimes, segundo inquérito presidido pelo delegado Rodolfo Faro, ocorreram em um espaço de menos de oito horas, entre 09 e 10 de setembro de 2015, nas cidades de Eunápolis e Porto Seguro.

Uma das vítimas foi uma adolescente de 13 anos. Silvano, que tem 25 anos, foi preso um mês depois na cidade de Itagimirim. Segundo o delegado, as vítimas compareceram na delegacia de polícia e registraram ocorrência pelos crimes de roubo e estupro, bem como que reconheceram o acusado pessoalmente e por foto.

O Ministério Público – que apresentou a denúncia, se manifestou em alegações finais e requereu a condenação do acusado. Na sentença, o juiz destaca que a materialidade dos crimes de estupro de vulnerável contra a jovem de 13 anos está satisfatoriamente comprovada pelo laudo pericial. Por sua vez, a defesa requereu a absolvição do acusado dos crimes em desfavor das vítimas de Porto Seguro, diante da ausência de materialidade. Mas, ainda de acordo com a sentença, a materialidade do crime de estupro contra a mulher de 40 anos também se encontra satisfatoriamente comprovada pelas declarações das vítimas.

OS CRIMES – A primeira ação do bandido foi por volta das 20h do dia 9 de setembro em Porto Seguro, quando ele arrombou uma casa e rendeu um casal, obrigando as vítimas a levá-lo até a localidade de Embiruçu de Dentro, na zona rural do município. No local, o marginal manteve a mulher refém e exigiu resgate, obrigando o marido dela a ir até um banco no centro da cidade sacar dinheiro. No momento em que ficou sozinho com a mulher, ele a estuprou.

Após o retorno do marido da vítima, o bandido forçou o casal a levá-lo, no mesmo veículo, até Eunápolis, onde chegaram por volta das 22h. Após várias voltas pela cidade, ele liberou o casal e ficou nas imediações do prédio da Justiça do Trabalho, no bairro Dinah Borges. Nesta região, o marginal invadiu outra casa e rendeu um casal e seus três filhos menores. Do mesmo modo que agiu em Porto Seguro, o bandido quis ser levado no carro das vítimas, desta vez para a cidade de Itamaraju, a cerca de 90 quilômetros de Eunápolis. Além do casal, os filhos também embarcaram no automóvel.

Em uma área deserta de Itamaraju, o bandido manteve uma das filhas do casal refém, enquanto obrigou o restante da família a ir até um banco sacar mais dinheiro. Enquanto o dinheiro era sacado, o bandido estuprou a adolescente de 13 anos. Após receber o dinheiro do resgate, o bandido ainda foi levado pelas vítimas até a localidade de Posto da Mata, em Nova Viçosa, onde foi deixado na avenida principal do distrito. A família foi libertada por volta das 4h da madrugada do dia 10 de setembro.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *