Novas carteiras de habilitação (CNHs) passam a vir com QR-Code

As Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) emitidas a partir deste mês de maio passam a ter mais um recurso contra fraude: o código bidimensional, o QR-Code. A inclusão do código já estava prevista pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e está valendo desde o dia 1º de maio. Em todo o país, já há mais de 300 mil CNH com o novo modelo. Não foi informado se novas taxas serão aplicadas em função da mudança, por parte do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) não haverá cobrança adicional, mas os departamentos de trânsito regionais de cada estado podem aplicar taxas, já que são eles que emitem o documento e têm autonomia. 

O novo documento foi divulgado nesta terça-feira (9), pelo Ministério das Cidades e pelo Denatran, em Brasília. Além da inclusão do QR-Code, as novas CNHs terão os itens de segurança, divulgados em maio de 2016,  que passaram a ser emitidas em janeiro de 2017. Entre as alterações já anunciadas: mudança no layout, cor e inclusão de novos itens de segurança como as marcas d’água, holografias e dois números de identificação – um estadual e outro nacional. Com o QR-Code, os dados dos motoristas brasileiros poderão ser acessados pela leitura do código, que dará acesso ao banco de dados do Denatran, onde estará uma versão digital da CNH, com dados biográficos e foto do titular do documento. O QR-Code é impresso na parte interna da carteira e pode ser lido por qualquer dispositivo que tenha uma câmera e o aplicativo Lince instalado, este último disponível para download em lojas de aplicativos para os smartphones. O aplicativo responsável por realizar a leitura do código é o “Lince”, já disponível para sistemas Android e iOS. Segundo a presidente do Serpro, que desenvolve o app, o QR Code da CNH é diferente dos comumente utilizados. (Agência Brasil)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *